Metasys Tecnologia fornecerá solução para os 5,4 mil telecentros no Brasil

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, assinou essa semana a Ata de Registro de Preços para os contratos com os fornecedores dos 5.400 kits de telecentros de inclusão digital, que serão destinados às 4.750 prefeituras que se cadastraram no programa. Entre os vencedores, a empresa mineira Metasys Tecnologia será responsável pelo fornecimento do Metasys, o sistema operacional baseado em software livre de alta performance. Será um dos maiores cases Linux em todo o mundo, senão o maior, em rede monitorada e homogênea.

Com a assinatura da Ata de Registro de Preços, o Ministério das Comunicações consegue encerrar um processo de compras que durou 11 meses. Mas, no final, o órgão conseguiu, além de economizar, relacionar fornecedores que atendem plenamente os requisitos para o bom funcionamento dos telecentros. A economia proporcionada aos cofres públicos foi superior a 23% na aquisição de 54 mil desktops e 5,4 mil servidores e sistema operacional, além de impressoras.

No primeiro pregão eletrônico, vencido pela Diebold Procomp, se o Minicom tivesse homologado a compra, teria pago em torno de R$ 110 milhões. Como a empresa não passou nos testes de performance de sua versão Linux, terminou desclassificada. No segundo pregão, o vencedor foi a Positivo Informática, com o preço de R$ 87 milhões para os equipamentos mais o software Metasys, homologado pelo Minicom.

Para a montagem de todos os telecentros, que significarão um passo importante para o processo de inclusão digital da população brasileira, serão adquiridos pelo Governo Federal, 5,4 mil kits para a montagem, sendo: 54 mil estações de trabalho; 5,4 mil roteadores; 5,4 mil impressoras laser; 64,8 mil estabilizadores; 5,4 mil câmeras; 5,4 mil servidores. A Metasys Tecnologia fornecerá 54 mil sistemas operacionais Linux Metasys e 5,4 mil sistemas para os servidores. O fornecedor do hardware será a Positivo Informática.

A homologação do Metasys para o programa dos telecentros foi possível pela robustez da solução e por ser um software bastante consolidado para programas de inclusão digital, principalmente, na área educacional. O produto vem ganhando mercado: está presente em mais de mais de três mil escolas públicas de Minas Gerais, dentro do projeto “Escolas em Rede”, da Secretaria de Estado de Educação. Essa experiência fez com que a Intel, um dos maiores fabricantes de processadores de todo o mundo, escolhesse o Metasys para equipar os laptops com os quais vai disputar uma grande fatia dentro do projeto do Governo Federal “Um Computador por Aluno”, que terá o primeiro pregão na próxima semana. Alguns projetos pilotos, utilizando os laptops com o Metasys, já estão em andamento em várias cidades do país, entre elas, Palmas (TO), Piraí (RJ) e Tiradentes (MG).

 

Fonte: www.revistafatorbrasil.com.br