Projeto Escolas em Rede

Visão

O Projeto Escolas em Rede foi implementado pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais e tem como principal objetivo a melhoria do ensino e a redução das desigualdades regionais, promovendo a cultura do trabalho colaborativo, através do uso da internet e incorporando novas tecnologias no processo educacional. O projeto, iniciado em 2004, e implantado nas quase 4.000 escolas, que contam com aproximadamente 170 mil professores e 2,5 milhões de alunos, em todos os 853 municípios do estado de Minas Gerais.

O projeto proveu a instalação de laboratórios computacionais com conexão à internet em todas as escolas, possibilitando aos professores o acesso a um portal com recursos pedagógicos e materiais educacionais de suporte às suas atividades e criando um ambiente de colaboração em projetos educacionais. Além disso, o projeto prevê a interconexão das escolas com a Secretaria e a disponibilização de um sistema de gestão escolar online integrado.

Com investimento na compra de equipamentos e instalações dos laboratórios para as escolas, a Secretaria alcançou 100% das escolas estaduais conectadas à internet e 87% dos alunos do ensino médio do estado de Minas Gerais utilizando recursos computacionais, até o final de 2006. Com programa, 65,4% dos alunos das séries iniciais e 78,3% dos alunos de 5ª a 8ª séries do ensino fundamental passaram a ter acesso a computador e internet na escola, a partir de 2006.

Desafios

A informatização das escolas, a capacitação de professores e alunos para o uso do computador e da internet e o desenvolvimento de uma cultura digital são os principais motivadores que levaram o Governo de Minas Gerais e definir como prioritária a criação do projeto Escolas em Rede.

De acordo com a Secretaria de Estado da Educação, as quase 4.000 escolas de todo o estado, passaram a estar conectadas à internet e o setor administrativo informatizado. Cada um de todos municípios do Estado recebeu pelo menos uma escola com laboratório padrão de 10 máquinas conectadas à web.

Tecnologia adotada

A arquitetura computacional definida para o projeto Escolas em Rede consistiu na implantação, em cada escola, de no mínimo um servidor conectado à internet e uma rede local com estações de trabalho diskless (sem armazenamento local) para atender laboratórios educacionais e a área administrativa das escolas (diretoria, secretaria, biblioteca e sala de professores). Cada laboratório educacional tem no mínimo 10 estações de trabalho e uma impressora.

A arquitetura de software desenhada para o projeto Escolas em Rede tem como base a utilização de software aberto, não apenas no sistema operacional Linux, mas também para a área administrativa e pedagógica, para as quais se tenciona a implantação de softwares abertos diversos disponíveis.

Após um período de análise exaustiva de soluções disponíveis no mercado, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais entendeu que poderia, utilizando produtos Metasys, iniciar o seu projeto de inclusão digital das escolas mineiras com melhor relação custo/benefício, disponibilizando um ambiente completamente integrado, que possibilita a gerência e administração da rede de todo o Estado de forma remota, via web.

O Metasys é um conjunto extenso de softwares abertos destinados à operação de servidores e redes computacionais, assim como de estações de trabalho. O projeto Escolas em Rede implanta servidores utilizando o produto Metasys Corporate, microcomputadores executando o Metasys Desktop e estações de trabalho diskless com o Metasys Smart Client.

Além de fornecer todo o sistema operacional do projeto, a Metasys Tecnologia ministrou treinamentos de capacitação aos técnicos de informática das 48 unidades regionais espalhadas por todo o Estado, e dos profissionais de suporte técnico da Diretoria de Recursos Tecnológicos, responsável pelo apoio prestado às regionais. A capacitação dos técnicos visa garantir a disponibilidade operacional do ambiente nas escolas, a conexão com a internet e a integração com a unidade central da Secretaria.

A Metasys Tecnologia também prestou serviços de suporte técnico avançado para os técnicos das regionais e da unidade central que, além de solucionar problemas não triviais, auxilia a Secretaria na implantação de novos aplicativos e na evolução da versão dos softwares Metasys implantados para o projeto.

Resultados

Com a implantação do projeto Escolas em Rede, a Metasys Tecnologia se tornou referência nacional no fornecimento de plataforma computacional para projetos de inclusão digital, definidos como prioridade para os governos federal e estaduais.

Objetivando apoiar o projeto Escolas em Rede e viabilizar o lançamento de um programa de inclusão digital do professor mineiro, o Governo do Estado de Minas Gerais, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, a Intel do Brasil e a Metasys Tecnologia assinaram dois protocolos de parceria.

O protocolo de apoio ao projeto Escolas em Rede possibilitou a implantação do programa de capacitação de professores Intel® Educação para o Futuro, criado para ajudá-los no uso da tecnologia de computadores forma a instigar a imaginação de seus alunos e, principalmente, motivá-los a buscar uma aprendizagem mais rica e sólida. Foram capacitados cerca de 10 mil professores, a partir de 200 multiplicadores formados pela Metasys.

Além das capacitações, o protocolo incluiu ainda o programa da Intel Aluno Técnico, que possibilitou aos jovens do ensino médio das escolas públicas a montarem e fazerem a manutenção de computadores.

Principais benefícios

Com o projeto Escolas em Rede, o Governo do Estado de Minas Gerais promoveu o acesso aos professores da rede estadual de ensino a microcomputadores e softwares, com o objetivo de consolidar os programas governamentais de inclusão digital e o aperfeiçoamento do seu quadro docente. O projeto trouxe valores de inclusão social e digital, colocando o Estado de Minas Gerais na vanguarda da capacitação dos alunos e professores de toda a rede estadual.

Para o governo mineiro, o projeto Escolas em Rede resgatou a posição de vanguarda que o Estado no passado ocupou na área de educação, contribuindo com o esforço para levar ações de inclusão social a todas as regiões do Estado, principalmente às áreas onde vivem as comunidades mais pobres.

A grande motivação do projeto foi a de ajudar a reduzir as imensas desigualdades existentes entre as diversas regiões do Estado, onde áreas como o Vale do Jequitinhonha, o norte de Minas e o Vale do Mucuri estão entre aquelas que apresentam o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do país. As escolas dessas regiões passarão a ter os mesmos recursos, tecnológicos e didáticos, que aquelas da capital. E como, em muitas localidades, a escola é o equipamento social mais importante, poderá passar a ser, também, um ponto de impulso ao desenvolvimento local.

Metasys no projeto

Um dos principais aspectos definidos pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais foi aliar sistema de informática eficiente e seguro à necessidade de redução de custos do processo de informatização das escolas estaduais. O projeto, devido à grande extensão territorial do Estado e ao grande número de alunos e de professores, exigiu um sistema operacional robusto, de fácil administração, prático e seguro, tendo também o custo como fator determinante.

Assim, a decisão foi a adoção de plataforma de software aberto Linux, com a escolha da Solução Metasys, que gerencia e integra sistemas em rede, proporcionando reduções de custo de até 50%. Como a Solução Metasys está baseada em Linux, que tem código aberto e é distribuído mundialmente entre usuários e desenvolvedores, a solução é mais econômica uma vez que a empresa que vai adquiri-la não paga royalties. E são mais confiáveis porque, como o código do software é aberto, desenvolvedores do mundo inteiro contribuem na criação de ferramentas de segurança e atualizações. Essas premissas orientaram a concepção original do projeto mineiro.

Além disso, a Solução Metasys conseguiu reduzir os custos na implantação de projetos de tecnologia porque não exige configurações sofisticadas de hardware. Pode ser implantado numa rede com servidores de baixo custo, utilizando estações de trabalho diskless, como na arquitetura computacional adotada pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, para o projeto Escolas em Rede. Isso significa que o servidor dispensa o disco rígido nas estações de trabalho, o que já representa economia nos investimentos. A redução de custos é maior considerando que não é preciso investir na gerência de software por estações de trabalho, uma vez que essas não possuem dispositivos de armazenamento nem aplicativos.

Comparando os custos totais, que incluem softwares e serviços, como o pagamento de licenças de uso, implantação da solução, manutenção, help desk e suporte remoto, a economia conseguida com a Solução Metasys no projeto Escolas em Rede tornou-se altamente significativa.

Outro aspecto determinante para a adoção no Metasys no projeto mineiro de educação foi o fato da solução permitir o monitoramento e administração de todo o ambiente de rede de computadores das escolas via internet, o que possibilita o atendimento das necessidades das escolas pelos técnicos das regionais e mesmo pela equipe central da Secretaria. A arquitetura implementada pelo Projeto com servidores Metasys suporta diversos tipos de estações cliente, incluindo estações diskless, desktops, notebooks e PCs antigos, permitindo a integração com ambiente Windows, ainda existente em algumas escolas.

Especialmente para a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, a Metasys Tecnologia implementou uma versão customizada do Metasys que possui os pacotes de software e aplicativos por ela desejados, adequados aos requisitos do projeto. Disponibiliza ainda um sistema de atualização remota que permite que cada escola mantenha o seu ambiente sempre atualizado, com novas versões de softwares.

A Metasys Tecnologia tem domínio da tecnologia Linux e possui estrutura de atendimento de suporte técnico bem preparada e bem gerenciada, fatores importantes para apoiar a Secretaria no grande desafio de mudar o quadro da inclusão social do estado de Minas Gerais.

“Melhorar o índice de informatização de suas escolas, garantindo que as comunidades excluídas tivessem as mesmas oportunidades que as áreas mais desenvolvidas. Essa era a principal missão do Projeto Escolas em Rede, elaborado pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais com apoio da Intel, utilizando a Solução Educacional Metasys.”

Vanessa Guimarães Pinto, Secretária de Educação de Minas Gerais

escola

3.800 escolas

professor

170 mil professores

alunos

2,5 milhões alunos

municipio

853 municípios

Veja o vídeo do projeto

Escolas em Rede cover

Mais informações sobre o projeto

O que podemos fazer para ajudar você?

Entre em contato com a Metasys para sugestões, solicitação de apresentação de produtos ou de proposta comercial.